24 de abr de 2012

ABANDONO



E o mar esqueceu-se de me chamar!
Quando chegava a ondas espumantes
Deslizava em meu corpo feito errante
Como nuvens que acariciam o céu e o ar. 


Como quem vem me olhar!
Misturando-se aos grãos de areia
Confundindo-se em meus poros
Vinha ouvir meu canto e assim me amar. 


Chamava-me sereia do mar!
Entregue aos encantos da amante
Enfeitiçava-se com as magias do amor
Como um canto mel de beija-flor. 


Uma serpente de arco-íris
Vinha soberba e multicor
Enrolava-se em nossos sonhos
E aos raios murmurados de amor. 


E o mar esqueceu-se de me chamar!
Não veio mais me olhar!
Talvez se apaixonasse,
Por outra sereia do mar!


Luli Coutinho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

◕‿◕ Olá seu comentário é sempre bem vindo!
Fique a vontade dar sugestões,dicas etc...
Mais sem ofensas,por favor
xingamentos e palavrões não são aceitos
Obrigada voltem sempre!♥